25 de Janeiro de 2010 19:34:25
logo
SUPREMAX

Início » Notícias » Brasil » Exibindo Notícia

Dario

Data: 13/05/2020 Compartilhe esta notícia

TIROU DÚVIDAS: Audiência com o presidente da Caixa foi importante, diz Confúcio Moura

O presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Pedro Guimarães, foi o convidado desta segunda-feira (11), da audiência pública da comissão mista que acompanha as ações do governo federal no enfrentamento da covid-19. A reunião presidida pelo senador Confúcio Moura (MDB-RO) foi marcada por questionamentos dos membros do colegiado, principalmente, sobre as providências que a CEF está tomando para efetuar o pagamento do auxílio emergencial aprovado pelo Congresso.

A participação de parlamentares na audiência pública foi grande e serviu para esclarecer as dúvidas que existiam, explicou Confúcio Moura, ao afirmar que a Caixa Econômica está trabalhando com o auxílio emergencial de R$ 600,00 para quase 50 milhões de brasileiros. “Então mexeu com 24% da população brasileira, e muita gente ficou insatisfeita por causa da das grandes filas”, explicou o senador

Para Confúcio Moura, apesar de o Ministério da Saúde e dos governadores recomendarem o isolamento físico, as filas mostraram justamente o contrário. “Se colocar milhões de pessoas numa fila, a população mais pobre acaba estimulando a contaminação. Então, quanto menos utilizar fila e utilizar mais sistemas, plataformas digitais, melhor será”, disse.

Na sua apresentação, Pedro Guimarães, afirmou que 94% dos 50 milhões de brasileiros já sacaram o dinheiro do auxílio emergencial, e 6% deixaram, por algum motivo, o dinheiro na conta. Segundo ele, mais de 20 milhões de pessoas estão recebendo o auxílio emergencial após o cadastro no aplicativo da Caixa e houve um pouco de atraso por questões da tecnologia, e por isso ocorreram as filas.  “Desses, 7,2 milhões sacaram nas agências bancárias ou lotéricas. Esse público precisa de auxílio mesmo para o saque, fato que ajudou a contribuir com as filas”, disse.

O presidente da CEF enfatizou que as filas já estão sendo reduzidas, e que muitas medidas já estão sendo tomadas. “Estive em uma reunião com o Ministro Onyx mais cedo. Deveremos receber hoje essa última leva das análises. Se recebermos hoje, certamente iremos pagar esta semana este último lote”, disse.

Segundo ele, todas as agências da Caixa Econômica estão abrindo duas horas antes. “Nós abrimos no feriado de 21 de abril e em todos os sábados. Nos dois primeiros com 800 a 900 agências. Nesse último, como não havia mais filas, abrimos com 680. Mas nos próximos sábados, quando começarmos o novo cronograma, abriremos mais de duas mil agências”, explicou.

Pedro Guimarães falou que todos as pessoas se inscreverem até o dia três de julho para receber o auxílio emergencial terão a garantia do benefício das três parcelas. Ele disse ainda que aproximadamente 17 milhões de cadastros inscritos estão pendentes, devido a irregularidades no preenchimento das informações, mas os que estiverem ajustados devem ser liberados a primeira parcela na mesma data do pagamento da segunda, de forma acumulada.

Durante a audiência pública, o presidente da Caixa Econômica foi acompanhado pelos vice-presidentes Tatiana Thomé, vice-presidente de Governo; Paulo Henrique Angelo, vice-Presidente da Rede de Varejo; Cláudio Salituro, vice-Presidente da Caixa de Tecnologia e Digital; Celso Leonardo, vice-presidente de Varejo; Samuel Crespi, vice-presidente do Atacado.

Assessoria

Data: 13/05/2020 Compartilhe esta notícia
 
 
LORYAL
SANTA MARIA
moto mil
Tigrão Veículos
Novalar
WorldNet – Ariquemes
Superemax Direito
Café Bem Cedo 2
sobreira

www.ariquemes190.com.br
Copyright © 2008 - 2020 Todos os direitos reservados

Site desenvolvido por Buscazip, Guiaking Empresas