25 de Janeiro de 2010 19:34:25
GIMA
EXAMES DE ULTRASONOGRAFIA – Dra. Bruna Cândido

Início » Notícias » Brasil » Exibindo Notícia

Auto Posto Ariquemes

Data: 05/12/2023 Compartilhe esta notícia

 


 

PF faz operação contra grupos que fornecem milhares de armas para facções no Brasil

São cumpridos 25 mandados de prisão preventiva, seis de prisão temporária e 54 de busca e apreensão no Brasil, Paraguai e Estados Unidos

 

Brasil e Paraguai fazem nesta terça-feira (5) uma operação conjunta de combate ao tráfico internacional e armas. Segundo as investigações do Grupo de Investigações Sensíveis da Polícia Federal na Bahia, uma empresa com sede em Assunção, no Paraguai, foi responsável pela importação de milhares de pistolas, fuzis e munições de vários fabricantes europeus sediados na Croácia, Turquia, República Tcheca e Eslovênia.

Depois que as armas importadas da Europa chegavam ao Paraguai, eram raspadas e repassadas a grupos intermediários na fronteira que, então, revendiam às principais facções criminosas do Brasil.

As investigações começaram na Delegacia de Polícia em Vitória da Conquista, na Bahia, em 2020, quando dois indivíduos foram presos em flagrante com 23 pistolas de origem croata e dois fuzis com indícios de adulteração, além de munições e carregadores.

Desde que as investigações começaram, há três anos, a estimativa da PF é de que a empresa importou cerca de 43 mil armas para o Paraguai e movimentou R$ 1,2 bilhão. No mesmo período, foram realizadas 67 apreensões nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia e Ceará, que totalizam 659 armas apreendidas.

A 2ª Vara Federal de Salvador expediu 25 mandados de prisões preventivas, sendo oito no Brasil, 15 no Paraguai, e dois nos Estados Unidos, mas que não foram cumpridos porque não houve tempo hábil para expedição dos mandados de prisão, de acordo com a lei daquele país. Também foram expedidos seis mandados de prisão temporária, sendo um no Brasil e cinco no Paraguai. Além disso, os nomes de 21 pessoas foram incluídos na difusão vermelha da Interpol.

No Brasil, os mandados são cumpridos no Rio de Janeiro, São Paulo, Sorocaba, Praia Grande, São Bernardo do Campo, Ponta Grossa, Foz do Iguaçu, Brasília e Belo Horizonte.

A investigação também solicitou o bloqueio de bens, direitos e valores no total de R$ 66 milhões no Brasil. Foi solicitada cooperação jurídica internacional ao Paraguai para bloqueio de bens, direitos e valores naquele país.

Os policiais conseguiram encontrar o local utilizado para fazer a raspagem das armas no Paraguai.

A operação é realizada pela PF na Bahia, em parceria com Ministério Público Federal e cooperação internacional com a Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai com o Ministério Público do Paraguai. A ação contou ainda com a FICTA (Força-Tarefa Internacional de Combate ao Tráfico de Armas e Munições), que é composta pela HSI (Homeland Security Investigations), Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública) sob Supervisão do Serviço de Repressão ao Tráfico de Armas da PF.

  

FONTE: FOLHA DE SÃO PAULO

ACESSE NOSSAS REDES SOCIAIS: lnk.bio/TVPCanal35

Data: 05/12/2023 Compartilhe esta notícia
 
 
sobreira
Tigrão Veículos
Adubar no Site
Novalar
LORYAL
Café Bem Cedo 2
moto mil
Adubar – Calcário de qualidade para o seu solo! – Vídeo

www.ariquemes190.com.br
Copyright © 2008 - 2024 Todos os direitos reservados

Site desenvolvido por Buscazip