25 de Janeiro de 2010 19:34:25
logo
SUZUKI

Início » Notícias » Ariquemes » Exibindo Notícia

Dario

Data: 15/10/2020 Compartilhe esta notícia

Macaco é preso pela Força Tática de Ariquemes – Meliante participou da morte de policiais em Nova Mutum

 

          Por volta das 21h50 dessa quarta-feira, 14/10, a guarnição da Polícia Militar denominada Força Tática composta pelos policiais: Sgt. Ribeiro, Cabo Simão e PM Guedes, prendeu o foragido da Justiça Rogério José da Silva, 24 anos, na Rua Curió, Setor 09 de Ariquemes. Rogério pode estar envolvido na morte ocorrida no sábado, 03/10/20, por um grupo armado, dos Policiais Militares Tenente José Figueiredo Sobrinho e o Sgt. Rodrigues, em uma fazenda na BR-364 a cerca de 30 quilômetros depois do Distrito de Nova Mutum Paraná, zona rural de Porto Velho. A captura se deu quando a Central de Operações do 7° BPM recebeu uma denúncia anônima informando que o elemento que teria participado da morte dos PMs, vulgo Macaco, estaria em uma residência no Setor 09. Ao chegarem no local um senhor autorizou a entrada dos policiais, que localizaram Rogério, o qual recebeu voz de prisão e foi conduzido para a Unidade de Segurança Pública (UNISP). Rogério confessou que esteve em Nova Mutum na companhia do elemento Alonso que está sendo procurado.

         Mais informações no Programa Bronca da Pesada, que vai ao ar a partir das 11 horas, com reprise às 20 horas, pela TV do Povo Canal 35 e agora no Digital 35.1, filiada Rede Meio Norte.  

FONTE: ARIQUEMES190.COM.BR

Curtam nossa página no facebook: CANAL35/ARIQUEMES190 

Siga-nos no Instagram: CANAL 35 - ARIQUEMES190.COM.BR

RELEMBRE O CASO:

Tenente da Polícia Militar é assassinado a tiros durante emboscada de “sem terras” em distrito de Porto Velho

Um policial militar identificado como Tenente Figueiredo Sobrinho foi morto a tiros em uma fazenda de Mutum-Paraná, distrito de Porto Velho, no sábado (3). Familiares que estavam com o PM no local também foram feridos.

Segundo uma das testemunhas, a vítima e parentes eram acostumados a frequentar a fazenda e conheciam os moradores das proximidades. Entretanto, o lugar ficou hostil após “milícias de terras” invadirem o local.

“É a fazenda de um amigo nosso, é uma fazenda grande. E nós somos acostumados a frequentar. Só que agora entraram esses negócios de milícia de terra, invasores. Fizeram uma emboscada pro povo da fazenda e acharam que a gente era segurança da fazenda, ou coisa parecida, não deram chance nenhuma pra nós”, diz a testemunha.

“Foram dar o ‘bacu’ no carro, encontraram o documento do tenente e descobriram que ele era militar. Estávamos na estrada todo mundo nu, apanhando, sangrando. Aí mandaram Figueiredo levantar. Levaram ele para o outro lado da estrada e na nossa frente, cinco metros longe de nós… deram 10 tiros nele no rosto e no peito. Aí atearam fogo no carro com tudo que nós tínhamos dentro”, lembra.

Após a morte, os sobreviventes afirmam que seguiram até uma fazenda próxima e pediram socorro. Três equipes policiais se deslocaram ao local para atender a ocorrência.

Os agentes encontraram o corpo do Tenente Figueiredo e momentos depois, sofreram uma emboscada, “sendo surpreendidos por criminosos fortemente armados, havendo intenso confronto, resultando em quatro policiais militares alvejados”, segundo nota do comando da Polícia Militar do Estado de Rondônia.

Depois do confronto a equipe policial recuou, mas um dos PMs feridos ficou no local, possivelmente inconsciente, e outro se abrigou na mata.

No total, a ação resultou até o momento em uma morte e sete feridos.

A Polícia Militar de Rondônia informou que com pesar lamenta o ocorrido, quanto a morte do Tenente da reserva remunerada Figueiredo Sobrinho, bem como os “resultados catastróficos da averiguação policial que resultou em policiais militares feridos durante a ocorrência”.  

Por Planeta Folha

RELEMBRE O CASO:

Tenente da PM morre em ataque de grupo armado; sargento está em estado grave

O tenente da Polícia Militar José Figueiredo Sobrinho foi morto por um grupo armado em uma fazenda na BR-364, a cerca de 30 quilômetros após o distrito de Nova Mutum Paraná, em Porto Velho. Um sargento foi baleado e está em estado grave, outros dois policiais também ficaram feridos. 

O Comando da PM confirmou a morte e informou que acompanha a situação e deve definir nas próximas horas uma ação.

Segundo informações preliminares, o tenente estava pescando com um grupo de amigos quando foi cercado pelo bando, possivelmente posseiros armados da LCP. Eles teriam arrombado um carro e pegado documentos das vítimas. Em seguida fizeram uma emboscada com armas de grosso calibre.

O grupo de policais foi torturado. Figueiredo teria sido atingida por vários tiros. O veículo em que estavam foi queimado. 

Fonte: Rondoniagora

Data: 15/10/2020 Compartilhe esta notícia
 
 
LEITE DO SÍTIO IN NATURA – DA VACA DIRETO PARA SUA MESA – R$ 2,50 O LITRO
LORYAL
Café Bem Cedo 2
SANTA MARIA
unicesumar
sobreira
Superemax Direito
Tigrão Veículos
Adubar no Site
Novalar
moto mil
Adubar – Calcário de qualidade para o seu solo! – Vídeo
WorldNet – Ariquemes

www.ariquemes190.com.br
Copyright © 2008 - 2020 Todos os direitos reservados

Site desenvolvido por Buscazip, Guiaking Empresas