25 de Janeiro de 2010 19:34:25
%{artist} - %{title} , (%{year}) (%{time})
    PodCast Ariquemes 190 -- Play para ouvir
Carregando %{time1} de %{time2} (%{percent}%)
  ---  
0:00

This is a normal list of HTML links to MP3 files, which jsAMP picks up and turns into a playlist.

Natal Lotérica Ariquemes
SÃO LUIZ CALÇADOS
Natal F e G Compressores
Vereador Vanilton Cruz
Natal Lucas Follador
Farmácia Paraná
Natal Displaron
Natal Vereador Capitão Levi
Casa do Relojoeiro
Sobreira
Natal Colégio Dinâmico
Romera
Novo Mundo
Natal Vereador Eronildo

Início » Notícias » Artigos » Exibindo Notícia

Donizeti José 3

Data: 06/09/2014 Compartilhe esta notícia

CONTENTAMENTO

 

Seja a vossa vida sem avareza. Contentai-vos com as coisas que tendes; porque ele tem dito: De maneira alguma te deixarei, nunca te abandonarei.Hebreus 13:5.

Já é comum em nossos dias dizer que somos uma “sociedade de consumo”. Somos consumidores de fato! Muitos de nós fomos ensinados que ter mais é melhor e que, quanto maior, melhor. Certa vez, perguntaram a John D. Rockefeller quanto dinheiro ele precisaria ganhar para ficar satisfeito. Ele respondeu: “Apenas um pouco mais”.

Uma vida desprendida é aquela que não se deixa transtornar por nada e que não está agarrada a nada; que de modo algum vive apegada ao que pensa ser o melhor de si ou, para si mesmo, e que, em nada vê proveito próprio. Meister Eckart.

Aqui está o nosso problema: ganhar sempre um pouco mais. Ainda que o nosso ganho seja progressivo, o contentamento sempre será um alvo inatingível. Viver contente é poder dizer “Não” à cantilena insana que repete sem parar: “Mais, mais, mais!” Porém, isto só é possível quando descansamos na graciosa provisão de Deus.

ser foi aos poucos sendo substituído pelo ter. A implicação disto é clara: as pessoas, em si mesmas, não têm mais valor. Considera-se que o sentido da vida está no que as pessoas possuem e não no que elas são.

Amy, de quinze anos, sempre tirava dez em todas as matérias na escola, e seus pais ficaram muito aborrecidos quando ela tirou apenas oito. “Se fracasso em minhas ações”, disse ela aos seus pais, “fracasso no que sou”. Esta mensagem fazia parte do bilhete que Amy deixou ao suicidar-se.

Aqueles que foram feridos pela vida, com freqüência têm um forte impulso para conseguir sucesso, pois buscam compensações, reconhecimento e significado. Em nossa cultura somos definidos por aquilo que fazemos e não pelo que somos.

Então, o que significa contentai-vos com as coisas que tendes? A palavra para contente no grego é arkeo, que significa estar feliz com aquilo que já possui. Este estado de contentamento é fruto da revelação da suficiência de Deus.

Suficiência que se manifesta mesmo quando as coisas que temos são arrebatadas das nossas mãos: Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; o produto da oliveira minta, e os campos não produzam mantimentos; as ovelhas sejam arrebatadas do aprisco e nos currais não haja gado, todavia eu me alegro no Senhor, exulto no Deus da minha salvação. Habacuque 3:17-18.

A citação do versículo 6 do Salmo 118 está no contexto de Hebreus 13:5. Se Deus não nos deixará, podemos dizer com toda confiança: O Senhor está comigo; não temerei o que me pode fazer o homem. O propósito de Deus em trazer à luz este versículo é para que os nossos corações sejam sustentados pela Sua palavra.

Com o propósito de nos corrigir, o Espírito Santo nos incita a vivermos contentes com o que possuímos. Isto é, vivermos contentes com o que o Senhor já nos deu – seja muito, seja pouco. Isto revela um viver de total desprendimento.

O nosso Senhor Jesus fala aos discípulos sobre ansiedade: Por isso vos digo: Não andeis ansiosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário? Mateus 6:25. Pertencer ao reino de Deus significa descansar em Sua total suficiência.

Assim, nas necessidades simples e diárias da vida, devemos viver como pessoas que pertencem ao reino de Deus, vendo a vida em toda a sua significação. E, nesta simplicidade de significado, o nosso Senhor Jesus compara a vida dos Seus com os lírios: E, quanto ao vestuário, porque andais solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham, nem fiam. E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles. Mateus 6:28-29.

Os lírios do campo dão ao homem uma grande lição, em sua completa adaptação às leis dos seus respectivos planos. Expressam profundamente suas verdadeiras naturezas, vivem suas vidas de acordo com elas, sem conhecer a preocupação e a ansiedade que arruínam tantas vidas humanas.

Os lírios são as belas papoulas silvestres do Oriente e, quem quer que tenha visto um campo de papoulas dançando e balançando à brisa compreenderá a sensação de serenidade, liberdade e alegria que Jesus afirma nos pertencer por direito.

Naturalmente, Jesus não quis dizer que nós devemos copiar a vida e os métodos das flores, pois somos infinitamente mais elevados do que elas na escala da criação.

O ensino é que nós devemos estar completamente adaptados ao nosso elemento, tanto quanto os lírios ao seu. E, nosso verdadeiro elemento é a Presença de Deus. Disse Santo Agostinho: “Tu nos fizeste para Ti e os nossos corações não têm descanso enquanto não repousam em Ti”.

Quando o homem aceita a Verdade de que vive e se move e existe em Deus, tão completa e indubitavelmente quanto as flores aceitam a verdade da sua condição, ele não precisará viver sob o peso da ansiedade.

Alguém disse que a condição para se aquietar e descansar, a despeito de qualquer situação, é permanecer num perene estado de uma criança. De fato a criança é a pessoa que mais precisa dos cuidados de seus pais.

Jesus disse: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos fizerdes como crianças, de modo algum entrareis no Reino dos céus. Mateus 18:3. O que conviria ao reino seria a simplicidade de uma criança que não sabe fazer valer os seus direitos perante um mundo que não lhe dá atenção – o espírito de dependência e de humildade.

Os habitantes desse reino têm de se tornar como crianças. Para tanto, o Filho do Homem veio em favor daqueles que eram desprezíveis e desprezados. Eis o espírito do reino. É este o espírito da Graça.

E, a condição para ser um participante do reino de Deus é se tornar uma criança dependente de seu Pai, é vos converterdes, como foi colocado pelo nosso Senhor Jesus. E, à luz da palavra de Deus, a conversão significa mudança de direção, mudança de foco, e isto se realiza na Cruz.

Portanto, viver uma vida desprendidamente só é possível em Cristo. A vida que vence é a vida de Cristo. Sem a sentença de morte da velha vida é impossível confiar em Deus: Mas já em nós mesmos tínhamos a sentença de morte, para que não confiássemos em nós, mas em Deus, que ressuscita os mortos. 2 Coríntios 1:9.

Pedir para o velho homem confiar em Deus é como pedir para urubu comer alpiste. Por isso, é necessário que o velho homem morra para que a vida que surge da morte, que é a vida de Cristo, aprenda a confiar em Deus.

Aprender a confiar em Deus é um processo longo e muitas vezes doloroso. Sabemos que não é possível viver sem algumas preocupações – a existência humana simplesmente nos impulsiona para isto. Contudo, à luz da revelação da palavra de Deus podemos lançar o assunto nas mãos de Deus: Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.1 Pedro 5:7.

Se não tivéssemos da parte de Deus a revelação de Seus cuidados, teríamos motivos para vivermos ansiosos, mas não é o caso. Pois, o que não nos falta são ensinos.

A nossa ansiedade, em nada vai mudar a nossa vida. Mesmo que nos preocupássemos até a morte, não conseguiríamos fazer uma única folha de relva crescer no campo. Temos que entender que Deus nos dá todas as coisas sem que de nossa parte contribuamos com ansiedade: Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Mateus 6:33.

A verdade é que a atitude de preocupação se caracteriza por uma fértil imaginação. Ela pode conceber toda espécie de possibilidades adversas; pode nos transportar para o futuro, para alguma situação que esperamos à nossa frente. E então, nos achamos preocupados, atribulados e subjugados por algo que é completamente imaginário.

Por isso, o nosso Senhor nos pede para mudarmos de foco, isto é, buscarmos em primeiro lugar o Seu reino.Buscai primeiro o reino de Deus. O que o nosso Senhor quer nos ensinar com isto? Que precisamos aprender a depender Dele e que Ele jamais nos abandonará.

Deixemos que Ele assuma o controle de nossas vidas – pois Ele é o “Eu Sou”, o Deus Todo-Poderoso. Que a nossa vida seja “gasta” perante Ele; e respondamos ao Seu chamado: Respondeu-lhe: A minha presença irá contigo, e eu te darei descanso. Êxodo 33:14.

E, dessa maneira, com o Seu poder e presença repousando sobre todo o ser, antes que isso seja percebido, o nosso coração será arrebatado, fortalecido e tomado de uma profunda esperança: Quanto ao mais, sede fortalecidos no Senhor e na força do seu poder. Efésios 6:10.

Tomemos, por exemplo, a declaração que se vê neste trecho: Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente. Hebreus 13:8. Os crentes hebreus estavam passando por tribulações e provas, e o autor daquela epístola recomenda-lhes não se preocuparem, pela seguinte razão: “Jesus Cristo ontem e hoje é o mesmo, e o será para sempre”.

Ele é imutável, eterno, sempre o mesmo. Por isso, não precisamos nos preocupar. Pense ao contrário, pense no Cristo que é imutável. Portanto, “não vos inquieteis”. Esse é o ensino bíblico essencial no tocante a essa questão. Devemos aprender a deixar tudo o que somos e o que temos, muito ou pouco, inteiramente aos cuidados de Deus.

Precisamos deixar tudo aos seus cuidados; deixar tudo com Ele, confiantes e certos de que Ele estará sempre em nossa companhia. Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal. Mateus 6:34.

Deus já se encontrará na cena da dificuldade, antes mesmo de tomarmos conhecimento dela. Nenhum de nós está isento das dificuldades deste mundo e de viver isento da ansiedade, mas não podemos permitir ser esmagados ou vencidos por elas.

Voltemos os nossos olhos para Deus e descobriremos que Ele sempre esteve ali, pertinho de nós, trabalhando por nós; que Ele sabe de tudo a nosso respeito:Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu um Deus além de ti que trabalha para aquele que nele espera. Isaías 64:4.

Amém !

Por: Humberto Xavier Rodrigues 

07/09/2014
http://www.palavradacruz.com.br/

 

 

Data: 06/09/2014 Compartilhe esta notícia
Natal Farmácia São Paulo
Natal Vereador Natan Lima
Natal Vereador Loro
Natal Vereador Renato Padeiro
Tigrão Veículos
Axis
Natal Vereador Joel da Yamaha
Açaí Gold e Peixe e Cia
Natal Vereador Amorim
Natal Daltiba
FAEL
Novalar
Lojas Milla
Rondon Cap
Natal Vereador José Augusto

www.ariquemes190.com.br
Copyright © 2008 - 2017 Todos os direitos reservados

Site desenvolvido por Softwei, Buscazip, Guiaking Empresas